Teresinense integra projeto “Meninas na Ciência”

Kelly Cibely Sousa Lopes, aluna de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Campus Teresina Central, representou Teresina no Projeto “Meninas na Ciência”, que reúne estudantes de toda a rede federal para desenvolver protótipos para dar suporte a aulas do Ensino Médio.

Ao todo 41 estudantes de cursos técnicos e superiores estiveram unidas dos dias 7 a 11 de agosto em Brasília para a produção de experimentos e equipamentos que devem fomentar as disciplinas de matemática, física, química e biologia nas escolas. O saldo é positivo e enriquecedor, pois estimula a produção científica entre mulheres.

 (Crédito: Léo Vilari)
(Crédito: Léo Vilari)

A jovem cientista ficou encantada com o que pôde aprender no evento. “Para mim foi uma honra ter sido escolhida para representar o Ifpi e Teresina. É um evento que envolve tantas mulheres, e é de suma importância mostrar que as mulheres teresinenses também fazem parte disso. Voltei com muitas experiências boas que vou levar para o resto da vida”, conta Kelly Cibely.

Kelly afirma que há uma resistência de mulheres na ciência. “Já enfrentei preconceito na área por trabalhar com a área de computação, que sabemos que hoje em dia é dominada por homens. Eles acham que mulher não sabe fazer isso, aquilo… Mas mesmo você fazendo um trabalho, às vezes até melhor, não lhe dão credibilidade”, acrescenta.

Ser uma mulher na ciência é desafiador. “Sabemos que a realidade hoje em dia, principalmente na ciência, é machista. Poder ser uma mulher na ciência é mostrar essa capacidade da mulher, podendo atuar em qualquer área. Seja na pesquisa ou na prática. E com tão ou mais qualidade. Desde criança gosto da área de exatas, então sempre gostei de ciência”, finaliza.

Fonte: Meio Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *