Conheça a origem de 7 gestos universais que fazemos com as mãos

1. OK

Existem duas versões: a primeira dela diz que jornalistas de Boston, nos EUA, criaram a expressão “oll korrect”, uma variação de “all correct” para dizer que o impresso estava sem nenhum erro. A abreviação apareceu na segunda e logo ganhou o gestual. Porém, há quem diga que o gesto é copiado dos monges budistas, que nessa filosofia recebe o nome “Vitarka mudra” e significa a discussão e a transmissão dos ensinamentos de Buda.

ok

2. Hang loose

Originário do Havaí, onde é chamado de “shaka”, o hang loose teve origem em Hamama Kalili, um trabalhador que perdeu os dedos do meio da mão direita em um moinho de açucar e acabou se tornando segurança do trem que transportava esse produto. E como o trem era palco para as crianças “brincarem”, logo elas começaram a imitar a mão sem dedos de Kalili para mostrar para seus companheiros que o segurança não estaria por perto.

Hamama Kalili

3. Joia

A cultura popular diz que dedão para cima surgiu na Roma antiga, quando o imperador fazia apontava o dedo para baixo para matar o gladiador derrotado ou para cima para poupá-lo da morte. Isso, porém, é bastante incerto, já que foi retratado em uma pintura do século 19 sem uma base mais concreta se de fato isso acontecia. Acredita-se, também, que arqueiros medievais usavam o gesto para sinalizar que seus instrumentos estavam em ordem para a batalha.

É interessante notar que em alguns países como o Irã, o Afeganistão, a Grécia e em partes da Itália o gesto pode ter um significado muito diferente: um insulto semelhante a mostrar o dedo do meio. Com a popularização do emoji de “Like”, a tendência é a universalização do que o joinha quer mostrar, um sinal de “boa sorte” ou “gostei”.

joia

4. Saudação romana

Mais conhecida hoje como o cumprimento feito entre os nazistas, a saudação romana consiste em estender o braço direito, mantendo a palma da mão para baixo e os dedos juntos. Acredita-se que tenha surgido na Roma antiga, apesar de ser um costume que não foi parar nos escritos e nem sequer nas obras daquela época. A mão direita é comumente associada à confiança, à amizade e à lealdade – não à toa ela é a usada em um gesto bastante semelhante em juramentos de graduação ou em tribunais.

saudação romana nazista

5. High five

Aparentemente, o cumprimento de mãos surgiu em uma partida de baseball em 1977. Depois que Dusty Baker e Glenn Burke, do Los Angeles Dodgers, fizeram uma jogada ensaiada perfeita, Burke levantou a mão para cumprimentar o colega que, sem saber o que fazer, lhe deu um “high five”. A galera curtiu e o resto é história…

high five

6. Chifrinho

Apesar de ser chamado de “chifre” e de fazer muito sucesso entre os roqueiros, esse sinal tem uma origem mais mística: bastante popular na Europa e na Ásia, antigamente ele simbolizava uma forma de afastar espíritos malignos, bruxas e olho gordo. Diversas religiões como a wicca e o hinduísmo usam esse gesto em seus rituais. Já em alguns países latinos, incluindo no Brasil, o chifrinho direcionado a alguém tem o intuito de ofender e dizer que a pessoa está sendo traída.

chifrinho com os dedos

7. V de vitória

Acredita-se que o sinal possa ter surgido durante a Guerra dos Cem Anos entre a França e a Inglaterra: arqueiros ingleses capturados tinham os dedos decepados para não poder mais atirar. Por isso, no campo de batalha, aqueles que ainda estavam intactos começaram a provocar os soldados franceses mostrando o sinal de “V” com os dedos.

v

Fonte: Com informações do Megacurioso Por Portal Meio Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *