Pessoas com deficiência poderão adquirir passagens pelo celular

Aplicativo está sendo desenvolvido pela Agência de Tecnologia da Informação do Piauí.

Em breve, as pessoas com deficiência poderão solicitar passagens para viagens intermunicipais diretamente pelo celular. A novidade é mais uma inovação do Governo do Piauí, por meio de parceria entre a Agência de Tecnologia da Informação (ATI) e a Secretaria Estadual para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid).

A equipe técnica da ATI vem trabalhando com diversos aplicativos, ao longo dos últimos meses, dentre os quais este que vai facilitar bastante a aquisição de passagens por pessoas com deficiência. “Esse aplicativo vai contribuir para que a pessoa possa ter o direito de solicitar a passagem quando assim necessitar, sem precisar ir fisicamente até uma empresa vendedora”, explicou o diretor geral da Agência de Tecnologia, Avelyno Medeiros.

O secretário Mauro Eduardo esclarece que as pessoas com deficiência possuem direito à gratuidade no transporte intermunicipal há dez anos. “Nós temos, desde 2007, a lei que institui o passe livre intermunicipal às pessoas com deficiência. Essa lei garante o ir e vir das pessoas com deficiência que comprovarem uma renda familiar per capita de até um salário mínimo, considerando o direito à gratuidade no sistema de transporte coletivo intermunicipal do Estado do Piauí”, contextualiza.

O decreto que garante a gratuidade é o de número 12.569. A criação da solução tecnológica no contexto da lei trará pontos positivos apontados pelo secretário. “Com esse aplicativo elas [pessoas com deficiência] podem se programar, pois quando acessarem [o app] pelo celular saberão se naquele dia tem vaga para o embarque ou não, se não tiver ela já faz o agendamento para outro dia, então esse aplicativo vai facilitar bastante o acesso a marcação dessas viagens”, disse.

Aplicativos
O diretor Avelyno Medeiros informou também que os APPs já lançados pelo Governo do Piauí e o que ainda serão lançados, desenvolvidos pela ATI, estarão disponíveis nas demais plataformas, além da Play Store. “Outra novidade é que estamos finalizando, através de um trabalho conjunto com a PGE, a forma de disponibilizar os aplicativos do Governo para a plataforma IOs para quem usa Iphone, pois como a Apple Store exige que haja um pagamento regular para que os aplicativos sejam hospedados, esse era um entrave para que pudéssemos disponibilizar nesta plataforma”, contou.

Medeiros afirma que Procuradoria Geral do Estado garante uma condição jurídica para tal. “Agora a PGE nos deu uma condição jurídica de contratar esse serviço e, a partir daí, vamos ainda este ano disponibilizar esses aplicativos na plataforma virtual da Apple”, finalizou.

Autoria: Valciãn Calixto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *