Receita Federal do Piauí vai monitorar “ostentação” nas redes sociais

As redes sociais serão alvo de operações da Receita Federal do Piauí a partir do próximo ano. A informação é do delegado Eudimar Alves e foi dada em entrevista à Revista Cidade Verde, em reportagem especial sobre os 50 anos da Receita Federal no Brasil.

imagem ilustrativa.

Eudimar explicou que a Receita fará operações mais detalhadas em 2019, monitorando as redes sociais dos contribuintes em busca de possíveis casos de sonegação fiscal.

“Esse viéis é mais recente, mas será crescente nos próximos anos. As redes sociais dizem muita coisa. Aquela ‘pessoa ostentação’ nas redes sociais que para o Imposto de Renda não é nada disso nos acende um alerta”, explica o delegado Eudimar.

“Então, no próximo ano, vamos fazer uma operação dessa natureza no Piauí, verificando pessoas físicas que têm um patrimônio declarado incompatível com o que ostentam”, completou.

Outra novidade para 2019 é que a Receita Federal experimentará um novo modelo de organização dos processos de trabalho, integrando os estados do Maranhão e do Ceará, que compõem a 3ª Região Fiscal. “Na prática, vamos agir de forma regional, levando em conta a temática, não o aspecto geográfico. Uma das atuações de Teresina será na área de monitoramento dos órgãos do poder público de toda a região”, antecipa Eudimar Alves.

do Cidade Verde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *