PETISTA PERDE AÇÃO CONTRA POLÍTICA DINÂMICA

ANTÔNIO JOSÉ QUERIA QUE FOSSEM RETIRADOS DO AR CONTEÚDOS SOBRE INVESTIGAÇÃO DE PETISTAS NA OPERAÇÃO TOPIQUE.

Petista histórico e candidato a deputado federal, Antônio José Medeiros perdeu uma representação contra este jornalista e o Política Dinâmica. Depois de recorrer pela segunda vez, Antônio José tem agora que aceitar decisão da Justiça Eleitoral que protege o jornalismo e a democracia.

Antônio José queria que fosse retirada do ar um vídeo e uma matéria que tratam da Operação Topique, da Polícia Federal, que investiga fraudes em licitações e superfaturamento em contratos de transporte escolar na Secretaria de Educação do Governo do Estado e em prefeituras municipais. Um esquema que começou a ser investigado em Campo Maior — nas gestões de Paulo Martins e Professor Ribinha — e chegou a desviar mais de R$ 119 milhões já no período em que Rejane Dias — esposa do atual governador — esteve à frente da Secretaria de Educação.

Para o petista, o conteúdo seria “propaganda eleitoral”; para a Justiça, trata-se do bom e velho jornalismo à serviço da sociedade.

Veja o vídeo!

Já dissemos aqui outras vezes: não seguimos o caminho mais fácil, por isso, nosso conteúdo é sempre cuidadoso. Checamos dados, apuramos histórias, garantimos a segurança da informação e o anonimato das fontes e, assim, levamos ao nosso leitor um material verdadeiro. Quando a matéria e o vídeo sobre a Operação Topique foram publicados, choveram mensagens e telefonemas de ameaças de processo. Citamos o nome de 14 pessoas no vídeo. Antônio José foi o único que foi à Justiça contestar. Perdeu.

Citamos 14 petistas no vídeo sobre a Operação Topique e o esquema do transporte escolar, Antônio José foi o único que contestou na Justiça. Perdeu. (foto: Marcos Melo | PoliticaDInamica.com)Citamos 14 petistas no vídeo sobre a Operação Topique e o esquema do transporte escolar, Antônio José foi o único que contestou na Justiça. Perdeu. (foto: Marcos Melo | PoliticaDInamica.com)

O petista, além de pedir a retirada do nosso conteúdo do ar, também queria obrigar que fosse concedido a ele direito de resposta. O que também lhe foi negado pela Justiça, mas nunca negado pelo Política Dinâmica.

Antônio José Medeiros — ou qualquer pessoa em seu nome — não procurou o jornalista ou o PD para dizer o que pensa ou contestar o que dissemos. E garantimos: o espaço está aberto. Solicite um horário, marque uma entrevista e estaremos lá com câmera e microfone. Afinal o que acontece com frequência é exatamente o inverso: nós vamos atrás do contraditório e o pessoal do governo foge. Um exemplo é a própria Rejane Dias, que não quis conversar conosco sobre a Operação Topique. Veja no vídeo abaixo!

Vamos frisar aqui: por mais que integrantes de PT, simpatizantes de seus filiados e aliados de governo desgostem de matérias que veiculamos, não há até aqui nenhum “desmentido”. Apenas contestações absurdas, como negar que a Polícia Federal esteja investigando o Governo do Estado e, em especial, a Secretaria de Educação. O vídeo acima explica a situação lá. Nada além disso.

É compreensível que para o atual governo e seus integrantes, o assunto seja “tóxico”, afinal, tudo indica que o DNA do esquema inteiro seja do PT, desde o segundo mandato petista, quando era secretário de Educação o próprio Antônio José Medeiros. E atinge em cheio o governador Wellington Dias (PT) e a deputada federal Rejane Dias (PT), ex-secretária de Educação.

O DNA do esquema de fraude no transporte escolar é petista (foto: Jailson Soares | politicaDinamica.com)O DNA do esquema de fraude no transporte escolar é petista (foto: Jailson Soares | politicaDinamica.com)

Se as investigações deste esquema de fraude em transporte escolar do governo de Wellington Dias levarem mais gente pra cadeia, que outro esquema dentro de sua atual gestão estaria livre de investigação? O medo desse pessoal reside aí, na queda dessa “rede de proteção” da corrupção, que blinda os envolvidos de cima pra baixo.

E, felizmente para a sociedade em geral, as chances de pessoas com foro privilegiado passem parte dos seus próximos mandatos atrás das grades são absolutamente reais.

Clicando abaixo você pode ler a decisão do TRE-PI contra o pedido de Antônio José Medeiros e à favor do jornalismo e da democracia.
AJM x PD Processo Judicial Eletrônico – TRE-PI.pdf

Fonte: Politica Dinâmica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *