Zebra russa e decisões por pênaltis marcam domingo de Copa

As oitavas de final da Copa estão demais. No sábado, a Argentina, de Messi, e Portugal, de Cristiano Ronaldo, foram eliminados. Neste domingo, mais uma grande seleção voltou para casa. Para alegria dos torcedores, as duas partidas foram decididas nos pênaltis.

Rússia e Espanha entraram em campo com propostas de jogo definidas. Os espanhóis mantinham a posse de bola e buscavam o ataque, mas não conseguiam levar perigo. Os russos se defendiam como podiam e esperavam apenas uma oportunidade para aprontar para cima dos espanhóis.

Logo aos 12 minutos do primeiro tempo, a Espanha abriu o placar. Após cobrança de falta, o zagueiro Ignashevich se embolou com Sérgio Ramos, a bola acabou batendo na perna do russo e foi para dentro do gol. Em vantagem logo no início, os espanhóis mantinham o controle do jogo, mas não ofereciam perigo aos russos. No entanto, Dzyuba empatou para a Rússia, três minutos antes do fim do primeiro tempo, após Piqué tocar a bola com a mão dentro da área.

O jogo seguiu sem muitas surpresas e permaneceu empatado no segundo tempo e na prorrogação. Nos pênaltis, brilhou a estrela do goleiro russo Akinfeev. O arqueiro defendeu as cobranças de Koke e Aspas e garantiu a classificação da Rússia. Já De Gea, goleiro espanhol, deu uma de Muralha, pulou para o mesmo lado em todas as cobranças, e não defendeu nenhuma penalidade. Akinfeev herói, Espanha fora, Rússia classificada e muita festa em Moscou.

Nesta segunda, outros dois jogos pelas oitavas de final. Às onze horas, horário de Brasília, Brasil e México se enfrentam. Neymar e companhia jogam por uma vaga nas quartas e tentam manter o sonho do hexa. No outro jogo do dia, Bélgica e Japão jogam às três da tarde. Os vencedores irão se enfrentar na próxima fase. Quem perder está fora.

Reportagem, Paulo Henrique Gomes

#Copa2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *