Acusado de matar major Mayron já residiu em Lagoa do Sítio. Confira vídeo do acusado dando detalhes.

A policia já conseguiu prender um dos acusados da morte do major Mayron Soares (44) ocorrido nesta terça-feira em Teresina. Iranilson Pereira dos Santos que estava com tornozeleira eletrônica foi preso em sua casa juntamente com a moto utilizada na ação criminosa que terminou por assassinar o comandante do 1º BPM de Teresina e ex-comandante da 2ª Companhia do 4º BPM de Valença.

Iranilsom já exerceu a provisão de metalúrgico por mais de dois anos na cidade Lagoa do Sítio onde deixou vários amigos e conhecidos perplexos com a essa noticia do seu possível envolvimento, onde todos ressaltam aquele velho ditado, quem ver cara num ver coração.

img-20170322-wa0014

Confira vídeo do acusado dando detalhes.

Mayron Soares faz parte de uma família que escolheu a carreira militar para seguir.  Seu pai Capitão Soares, seus irmãos fazem parte da policia militar e da policia civil do Piauí. Valença sua terra natal também está chocada com a perda de mais um agente da lei e de mais um filho. O corpo do major será velado no Centro Pastoral de Valença.

major-mayron-soares

Entenda o caso

Segundo o coronel Wagner Torres, o major Mayron estava esperando a filha descer na parada de ônibus – próximo a sua residência – quando foi abordado por dois homens em uma moto. Os assaltantes pediram seu celular e ele chegou a entregar.

O major estava em pé falando ao celular quando foi anunciado o assalto. O filho do major se encontrava dentro do veículo aguardando o pai e a irmã quando ouviu os tiros.

“Eles anunciaram o assalto, tomaram o celular e atiraram no peito do major. Ele não reagiu o assalto. Ele estava com seu filho,  os tiros foram na direção dele e do seu filho, mas não atingiu seu filho”, informou o coronel que estava no HUT prestando auxilio a família.

Wagner Torres disse que atualmente os criminosos além de assaltar estão matando as vítimas. Ele lamentou a morte do colega. “A Polícia está de luto, é lamentável a violência está muito grande, além de roubar os criminosos estão matando as vítimas”.

O major Mayron Soares é um policial respeitado na corporação, tem mais de 26 anos de serviço militar. Ele é casado e irmão do comandante da Companhia de Polícia de Trânsito (CPTRAN), major Iran Moura. A família dele é de Valença.

O comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar do Piauí, major Mayron Moura Soares, 44 anos, morreu na noite desta terça-feira (21) após ser alvejado com um tiro durante assalto.

Nota de pesar: Major Mayron

O Governador do Estado do Piauí, Wellington Barroso de Araújo Dias, o Secretário de Segurança Pública, Fabio Abreu, e o Comandante Geral da Polícia Militar do Piauí, Coronel Carlos Augusto Gomes de Souza, externam o mais profundo pesar pelo falecimento do Major Mayron Moura Soares, comandante do 1° BPM, ocorrido na noite desta terça-feira (21), em Teresina. A Polícia Militar do Piauí perdeu um de seus mais zelosos oficiais e aplicará todos os seus esforços na prisão dos assassinos.

A polícia piauiense vem tentando de todas as formas melhorar sua atuação para garantir a segurança da população. Lamentamos que a sociedade ainda passe por uma situação tão lamentável, mas asseguramos todos os esforços. Ao longo dos meses já pudemos alcançar bons resultados com a queda no número de roubos e homicídios, o que mostra a eficácia das ações. Contudo, buscaremos mais ainda a redução de todos os índices.

O momento é de solidariedade à família do policial militar falecido, na esperança que Deus possa continuar encorajando cada homem e mulher, policial militar, a continuar a sua nobre missão de proteger a sociedade piauiense com a mesma ousadia e coragem.

 

Wellington Dias – Governador do Piauí

Coronel Carlos Augusto – Comandante da Polícia Militar

Fabio Abreu – Secretário de Segurança Pública

Colaboração: cidadeverde

Fonte: Portalv1.com

 

Um comentário em “Acusado de matar major Mayron já residiu em Lagoa do Sítio. Confira vídeo do acusado dando detalhes.

  • 22/03/2017 em 1:10 pm
    Permalink

    Pode ser q agora exista uma medida efetiva e eficaz no combate ao crime, cidadãos morrem todos os dias vítimas dos marginais, deixando as famílias no mais completo desespero e desamparo, as estatísticas são altamente maquiadas p favorecer os governos. Enquanto o marginal tiver todos os benefícios da lei, a ignóbil atitude do governo é ampliar o número de penitenciárias no País, transformando isso numa verdadeira faculdade p a bandidagem se especializar. Coloquem estes vagabundos p trabalhar, sustentando a si próprio e a própria família, tirando de nossas costas a obrigação de alimentar bandido e família de bandido, só se recupera com trabalho. As mortes estão chegando aos altos escalões, vamos esperar a resposta de tamanha audácia. O crime é organizado, a repressão a ele, não.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *