Cientistas não poderão omitir aproximação do apocalipse ou possíveis ameaças

Os cientistas não poderão esconder de nós que o apocalipse está ao virar da esquina, assegura a popular astrônoma americana Michelle Thaller no site Big Think.

Thaller, vice-diretora de comunicação científica da NASA, disse que, ao contrário do que pensam os teóricos da conspiração, os cientistas não conseguirão ficar parados e ocultar a verdade quando já souberem que a Terra está condenada.

Segundo revela, o sinal mais confiável de que o apocalipse está próximo será “o dia em que todos os cientistas esgotem seus cartões de crédito e desapareçam”. Será então que as pessoas deverão começar a se preocupar. Ela explicou que a comunidade científica é composta por seres humanos comuns que não ficarão sentados trabalhando ao saber que “o mundo terminará em uma semana”.

A especialista acrescentou que a NASA não é a única que observa o céu e está alerta para possíveis ameaças. Astrônomos ao redor do mundo estão fazendo o mesmo, então seria quase impossível esconder a verdade sobre uma catástrofe iminente. Ao mesmo tempo, assegura que, no caso de haver uma pequena possibilidade de “colisão ruim” entre a Terra e um asteroide, a NASA informaria não apenas as autoridades, mas também a mídia.

A cientista apontou que a NASA está atualmente trabalhando em métodos não apenas para informar sobre possíveis ameaças, mas também para evitá-las.

Em 2018, a NASA apresentou a National Near-Earth Object Preparedness Strategy and Action Plan (Estratégia e Plano de Ação Nacional de Prontidão para Objetos Próximos da Terra, em português), um plano cujo objetivo é encontrar, rastrear e evitar objetos potencialmente perigosos que poderiam atingir a Terra e causar sua destruição. Atualmente existem no Sistema Solar cerca de 25.000 grandes asteroides, cujo tamanho é suficiente para causar grandes danos ao nosso planeta.

Fonte: Meio Norte

Deixe uma resposta