Franzé faz BO e denuncia falsário que estaria dando golpes em candidatos

O ex-secretário de Administração, Franzé Silva, candidato a deputado estadual pelo PT, registrou boletim de ocorrência nesta terça-feira (7) contra um falsário que estaria dando golpe em candidatos durante a campanha eleitoral.

O delegado geral, Riedel Batista, informou que a polícia vai apurar a denúncia. “É uma falsidade ideológica. Vamos apurar o caso e se algum candidato for lesado procurar a Delegacia Geral”.

Segundo a denúncia, o golpista se passa pelo suplente de vereador de Palmeirais João Costa Araújo, do PTC. Franzé conta aoCidadeverde.com que o falsário entrou em contato via WhatsApp dizendo que tinha interesse em lhe apoiar nas eleições. Em seguida, ele fez um convite ao ex-secretário para que fosse a Palmeirais para o aniversário dele.

“Por estranhar essa aproximação muito rápida, evitei de ir ao encontro até porque tinha outro compromisso em Teresina”.

Franzé relata que convidou o rapaz para uma reunião em seu escritório político em Teresina.

“Ele se identificou como suplente de vereador e me fez uma proposta de parceria para dividir os custos da campanha no município. Ao preencher uma ficha que é um procedimento comum em nossos cadastros aqui no escritório, ele deixou a carteira de motorista cair e se percebeu que o nome dele não batia com o nome do vereador”.

A partir daí, o ex-secretário disse que ficou desconfiado e passou a cruzar dados. Foi ao site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e constatou que não se tratava da mesma pessoa.

“Há uma dúvida sobre essa situação. Pode ser uma tentativa de estelionato ou pode ser outra coisa. Por precaução fiz um BO para a Polícia acompanhar de perto e evitar que isso venha a ser reproduzido em outras candidaturas. O fato leva a uma insegurança de relacionamento muito grande e lógico fazer com que tirarmos de circulação qualquer tentativa de golpe contra candidato”, disse Franzé Silva.

Na polícia, Franzé apresentou uma foto do falsário e áudios das conversas. O rapaz se apresentou também como tecnólogo e  que era funcionário do Hospital de Urgência de Teresina e Hospital Universitário.

O verdadeiro nome do suspeito foi repassado a Polícia

O suplente verdadeiro

O Cidadeverde.com entrou em contato com João Costa, o suplente de vereador de Palmeirais, que afirmou estar preocupado com a situação, mas crê que a polícia resolverá o problema.

“Não conheço esse rapaz e soube do golpe pela assessoria do candidato. Conheço todo mundo em Palmeirais e esse rapaz não é daqui”. disse.

Fonte: Cidade Verde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *