Gestante cadastrada no Programa Bolsa Família tem direito ao “Bolsa Gestante”, saiba mais.

Quem tem direito ao Bolsa Gestante do Governo Federal

Você quer saber como se cadastrar no Bolsa Gestante do Governo Federal? Neste artigo nós vamos explicar tudo o que você precisa fazer para ser aprovada e começar a receber os benefícios oferecidos pelo programa. Acompanhe o nosso texto até o final e veja todos os procedimentos com atenção. E se mesmo assim você tiver alguma, escreva a sua pergunta na nossa seção de comentários logo abaixo do post, ok? Vamos lá.

O que é o Bolsa Gestante?

Bolsa Gestante é como ficou popularmente conhecido o pagamento do Bolsa Família disponibilizado a grávidas e nutrizes (mamães em período de amamentação). Portanto, vale ressaltar que não se tratam de dois programas diferentes, já que o Bolsa Gestante faz parte do Bolsa Família.

Fazem parte deste plano, o benefício Variável Gestante e o benefício Variável Nutriz. O primeiro disponibiliza 9 parcelas e o segundo até 6 parcelas. Durante o período da gravidez e da amamentação, essas parcelas são somadas ao pagamento mensal do Bolsa Família.

Quem tem direito a receber?

Bolsa Gestante

Para receber o benefício, a grávida ou nutriz deve estar registrada no CadÚnico e ter o cadastro ativo no Bolsa Família. As famílias que se enquadram nas condições para receber o Bolsa Gestante são aquelas que possuem renda mensal entre R$ 85,01 e R$ 170,00 por pessoa.

Como dar entrada nos benefícios

A solicitação dos pagamentos do Bolsa Gestante mudam de acordo com o tipo de benefício. Veja onde você precisa se dirigir para dar entrada no seu pedido:

Benefício Variável Gestante

Para receber o Variável Gestante, é preciso ir ao posto de saúde do seu município ou bairro. A solicitação do benefício pode ser feita assim que a equipe médica identificar a gravidez e encaminhar a gestante para iniciar o acompanhamento do pré-natal.

Caso você não consiga dar entrada, procure o CRAS (Centro de Referência e Assistência Social). Você tem até o nono mês de gestação para pedir a liberação das parcelas, mas é aconselhável comparecer à unidade de saúde o mais breve possível.

Benefício Variável Nutriz

Já para dar entrada no Variável Nutriz, a mamãe deve ir ao atendimento do Bolsa Família no município e apresentar a Certidão de Nascimento do recém-nascido. O pedido deve ser feito até o sexto mês de vida da criança.

Valores do Bolsa Gestante

Para você se orientar, entenda como funciona o pagamento dos benefícios do Bolsa Gestante:

Variável Gestante

Valor: R$ 39

Parcelas: 9

O objetivo do Variável Gestante é fornecer auxílio durante o período de gestação. Você poderá receber 9 parcelas, independentemente do momento em que a gravidez for identificada. Mas fique atenta: o pedido deve ser feito até o nono mês, caso contrário, você não terá direito a receber os pagamentos.

Variável Nutriz

Valor: R$ 39

Parcelas: 6

Já o Variável Nutriz é destinado a prestar assistência durante a fase inicial de amamentação. Nesta condição, você poderá receber até 6 parcelas. É importante informar o nascimento o quanto antes, pois você pode perder os pagamentos se demorar para atualizar o seu cadastro no Bolsa Família. Por exemplo: se você der entrada somente após o terceiro mês do nascimento, então você terá direito a receber apenas 3 parcelas.

Só informei minha gravidez após o 6º mês; terei direito a quantas parcelas?

Neste caso você terá direito a receber todas as 9 parcelas. O importante é você informar a gravidez até o nono mês para não perder os 9 pagamentos da fase de gestação.

Minha filha tem 2 meses; terei direito a quantas parcelas?

Neste caso você terá a direito a receber 4 parcelas. Se o seu cadastro for aprovado apenas na fase de amamentação, você só receberá os benefícios no período que resta para o bebê completar 6 meses de vida. As 9 parcelas da etapa de gestação não são disponibilizadas.

Regras para manter os benefícios

Após ser aprovada no Bolsa Gestante, você precisa realizar algumas atividades estabelecidas pelo MDSA para manter o recebimento dos benefícios. Veja o que é preciso ser feito:

Gestantes

Comparecer a todas as consultas de pré-natal marcadas pelo Ministério da Saúde.

Nutrizes

Participar das atividades educativas sobre aleitamento materno e alimentação saudável marcadas pelo Ministério da Saúde.

Impactos positivos do Bolsa Gestante

A ativação dos pagamentos do Bolsa Gestante, em 2011, vem trazendo grandes benefícios para as mulheres inscritas no Bolsa Família.

De acordo com Maria Maia, consultora da Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, o programa incentiva as mamães a realizarem o acompanhamento da gestação na fase inicial. “As mulheres iniciam o pré-natal mais cedo, e isso ocasiona uma captação maior de gestantes por volta do primeiro trimestre de gestação”, conclui.

O MDSA realizou um levantamento que reforça ainda mais a afirmação de Maria. Segundo a pesquisa, a disponibilidade do Bolsa Gestante aumentou em 60% os atendimentos de pré-natal até a 12ª semana de gestação. Além disso, até 2016, o benefício Variável Nutriz já havia sido liberado para 594 mil mulheres inscritas no Bolsa Família.

Essas foram as informações para você se cadastrar no Bolsa Gestante. Caso elas tenham sido úteis para você, compartilhe com seus amigos no Facebook ou clique no botão “Curtir”. E lembre-se: escreva a sua pergunta se você ficou com alguma dúvida.

Fonte: Site do bolsa família.

Deixe uma resposta