Ministro da Defesa defende regime de Previdência diferenciado para militares

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, disse nesta quarta-feira (9), em cerimônia de transmissão de cargo do Comando da Marinha, que há necessidade de um regime de Previdência diferenciado para militares.

Azevedo ressaltou a trajetória do almirante de esquadra Eduardo Bacellar Ferreira, agora ex-comandante da Marinha do Brasil, e disse que ele teve um papel importante ao mostrar as peculiaridades da profissão. Na visão do ministro, ela é diferente de todas as outras, o que mostra a necessidade de um regime diferenciado.

“Diante das discussões sobre a reforma do sistema de proteção social dos militares, foi incansável no esforço de comunicar as peculiaridades da nossa profissão, que a diferenciam das demais, fundamentando a necessidade de um regime diferenciado, visando assegurar o adequado amparo social aos militares das Forças Armadas e seus dependentes.”

A ideia segue o discurso do novo governo de valorizar as Forças Armadas e também é defendida pelo ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz. Nesta semana, ele chegou a afirmar que “militar é uma categoria muito marcante, que possui características especiais, que têm de ser consideradas e discutidas”.

Reportagem, Cintia Moreira/Agência Radio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *