População Valenciana reage a projeto de aumento de Secretarias, e Sessão é suspensa.

Aconteceu na noite desta quarta-feira(11)sessão extraordinária na Câmara Municipal de Valença do Piauí,convocada em regime de urgência pela prefeita Ceiça Dias(PTC),para que fosse votado o projeto de lei do oficio de 06/01/2017,para aumentar de 9(nove)para 17(dezessete) o número de secretarias municipais,sendo um projeto de reestruturação administrativo que tratava da extinção de cargos e criação de mais secretarias.

A sessão foi aberta pelo Presidente da Câmara Municipal Nonato Soares,e a ata da leitura da abertura dos trabalhos foi feita pela secretária da mesa Vereadora Fátima Caetano,que fez referência á posse do Vereador Renato Batista em substituição ao vereador Leonardo Nogueira que ocupa o cargo de secretário municipal de saúde.

O Vereador Benoni Sousa pediu a dispensa da ata anterior que foi aprovada,porém teve os votos contrários  á dispensa,dos Vereadores Iris Moreira,Rubens Alencar e Rayonardo Mendes.

Dos 11(onze) vereadores que fazem a Câmara Municipal de Valença,apenas o Vereador Leylivan Martins não se fez presente á sessão extraordinária,e justificou sua ausência por não ter recebido o projeto de lei que seria apreciado pelo poder legislativo,em tempo hábil,o que o impossibilitaria sua presença na augusta casa legislativa.

O primeiro Vereador a se pronunciar foi o Vereador Rayonardo Mendes que de imediato declarou voto contrário ao projeto da Prefeita Ceiça Dias,justificando que o país passa por uma crise financeira grande e,que a Prefeita Ceiça Dias deveria era estar mandando para aquele poder um calendário de pagamento dos funcionários públicos municipais,pois os mesmos estão em atraso desde a administração anterior. O Vereador foi altamente aplaudido por populares que super lotaram todas as dependências da Câmara Municipal e,com cartazes manifestavam suas insatisfações com o projeto destinado pelo poder executivo municipal,e cobrando melhorias salariais para categorias,tipo o piso salarial dos professores municipais.

A Vereadora Iris Moreira por sua vez,usou a tribuna para sugerir a mesa diretora e aos vereadores que suspendessem a votação do projeto,por entender que mais parecia uma “Cachoeirinha”,e fundamentou relatando que a Prefeitura de Fortaleza que tinha 27(vinte e sete) secretarias,estava diminuindo esses percentual para 9(nove),enquanto Valença estava entrando para a história negra do Brasil,em aumentar a quantidade de secretarias. “O Brasil todo em crise,com redução de despesas,se a Prefeita Ceiça Dias quer é aumentar os gastos,é sinal que a Prefeitura de Valença é a única no país a não esta em crise”,finalizou a Vereadora Iris Moreira.

O Vereador Rubens Alencar usou a tribuna da Câmara Municipal de Valença,para dizer que Valença não é Novo Oriente,onde Rubens Alencar chamou o filho da atual Prefeita Ceiça Dias de “Primeiro Ministro”,fazendo referência ao ex-prefeito de Novo Oriente Dr. Marcus Vinícios.

O Presidente da Câmara Municipal de Valença Vereador Nonato Soares, vendo que o clima não estava amistoso e,devido a reação de fúria da população que superlotou todas as dependências da Câmara Municipal não dava segurança,resolveu suspender a sessão,o que portanto, não foi ainda desta vez, votado o projeto de lei enviado pela Prefeita Ceiça Dias,que aumenta de 9(nove) para 17(dezessete),o número de secretarias municipais na cidade de Valença do Piauí.

20170111_192411-640x384-1 20170111_191119-640x384 20170111_192411-640x384 15978342_723903967772693_1944400308_n-270x480

Reprodução: www.diariodosambito.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *