Conselho Gestor de PPPs conclui licitação do Piauí Conectado

Em reunião realizada nesta quarta-feira (14), no Palácio de Karnak, o Conselho Gestor de Parcerias Público Privadas (PPPs) firmou o início de novas iniciativas em serviços envolvendo o poder público e a administração privada. O processo de licitação do Piauí Conectado chegou a sua fase final de classificação da empresa, faltando apenas a fase de recursos para proceder com a habilitação da vencedora. O projeto vai expandir o acesso a internet no território piauiense por meio de rede de fibra óptica. O colegiado também aprovou o início de novos estudos no setor de PPPs.

No Piauí Conectado deverão ser investidos cerca de R$ 232 milhões uma rede de conexão que passará por 96 municípios, integrando cidades do norte ao centro-sul do estado. O projeto deverá funcionar em parceria com Internet para Todos, programa do governo federal aprovado no último dia 12, que vai garantir o acesso dos 224 municípios a conexão de internet de alta velocidade.

Para o governador Wellington Dias, além de modernizar as áreas de teleducação, telemedicina, telesegurança e trânsito, as ações dos governos vão gerar economia para o Estado. “O Estado tem hoje um custo de aproximadamente R$ 6,5 milhões e com esses programas teremos uma economia de aproximadamente R$ 2 milhões, o que garante que o Estado possa se comprometer com a compra de equipamentos para a implantação de dois mil pontos de acesso em escolas, hospitais e delegacias, por exemplo”, explicou.

Outras PPPs

Destaque nacional na área de PPPs, o Piauí, através do seu Conselho Estadual, estuda a implantação de novos projetos, alguns em fase de estudo, outros em processo licitatório. De acordo com a Superintendência Estadual de Parcerias Público, Privadas (Suparc), o estado deve ganhar até R$ 400 milhões com novas PPPs, do ponto de vista de novas estruturas e serviços.

Prontas para entrar em processo licitatório, as PPPs do Piauí Center Moda e do Centro de Convenções já foram aprovadas pelo conselho gestor e agora seguem para análise da Procuradoria Geral do Estado (PGE). Os investimentos iniciais em infraestrutura podem chegar, por exemplo, a até R$ 15 milhões no caso da parceria envolvendo o Piauí Center Moda.

No encontro do conselho, também foram aprovados novos estudos em PPPs. Uma parceria para modernização do Parque Estadual Zoobotânico será iniciada e teve aprovadas suas premissas. Uma PPP para o tratamento de resíduos de saúde também está sendo analisada e passa por ajustes no sistema de estudos econômicos e financeiros.

O governador destaca que o Zoobotânico permanece sob gestão da Secretaria Estaduald e Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) ficando a cargo de uma possível parceria com a iniciativa privada a garantia da estrutura para lazer, cultura e entretenimento. “É um caminho e não se trata de privatização, apenas de dar ao privado o proveito da atividades hoje trabalhadas pelo setor público. Se trata de um investimento com qualidade e com finalidade social”, assegurou Dias.

Parceria internacional
Fruto de viagem aos países europeus, Portugal e Espanha, o Estado figurou parceria com a Universidade Católica de Lisboa. O acordo, que deverá ser firmado oficialmente nos próximos dias, aproxima o Piauí a iniciativas internacionais de financiamento ligadas ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e coloca Piauí e São Paulo entre os dois estados de referência na área de PPP.

Fonte: Portal do Governo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *