PSOL declara apoio a Haddad no segundo turno das eleições presidenciais

Em nota, partido diz que a ‘tarefa central’ neste momento é derrotar o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, além de lutar pela revogação de medidas tomadas pelo governo Michel Temer.

O PSOL declarou que irá apoiar o candidato do PT, Fernando Haddad, no segundo turno das eleições presidenciais. A decisão foi tomada pela Executiva Nacional do partido após reunião na segunda-feira (8).

O petista irá disputar o comando do Palácio do Planalto com o candidato do PSL, Jair Bolsonaro. Os eleitores vão novamente às urnas em 28 de outubro.

No primeiro turno, o PSOL tinha candidato próprio, Guilheme Boulos, que conseguiu 617.122 votos e ficou em 10º lugar na disputa presidencial.

O partido ressaltou, em nota divulgada à imprensa, que decidiu pelo apoio à chapa de Haddad e Manuela D’Ávila (PCdoB) na vice, apesar das “diferenças políticas”.

“O PSOL apoiará, a partir de agora, a candidatura de Haddad e Manuela, mesmo mantendo diferenças políticas e preservando nossa independência. Convocamos toda a nossa militância a tomar as ruas para continuar dizendo em alto e bom som: ele não!”, afirmou a legenda em referência à campanha #elenao contrária a Bolsonaro.

Segundo o PSOL, a “tarefa central” neste momento é “derrotar Bolsonaro”. “Sua derrota abre a possibilidade de bloquear a agenda iniciada por Temer, garantir a soberania nacional e reunir condições para seguir defendendo as conquistas democráticas frente ao autoritarismo”, diz a nota.

O partido ressaltou que estará “nas ruas e nas urnas exigindo a revogação de todas as medidas do governo Temer, contra a reforma da previdência, a reforma trabalhista, o fim do genocídio contra a população negra, o fim da violência contra a comunidade LGBT, a desmilitarização da polícia, a legalização das drogas, a demarcação das terras indígenas e quilombolas, o desmatamento zero e na defesa dos direitos das mulheres e todas as suas pautas”.

Nos locais onde houver segundo turno para os governos estaduais, a orientação do partido aos seus militantes é que apoiem nomes “que se oponham publicamente ao projeto de Bolsonaro”.

 

00:00/03:03
Candidatos derrotados começam a definir apoio para o segundo turno

Candidatos derrotados começam a definir apoio para o segundo turno

Fonte: g1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *