Governo estuda mudar financiamento do agronegócio e seguro rural

O governo federal estuda medidas para alterar o financiamento das atividades no campo. De acordo com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, estão em discussão alterar o crédito para produção e rever os mecanismos de seguro para garantia de renda para quem planta.

“O seguro rural, democrático, amplo, será uma marca deste ministério. Nós temos que mudar a regra do seguro. Por quê? Se nós tivéssemos um seguro que atendesse a todos e um seguro de renda, hoje nós não teríamos produtores rurais sem dormir, preocupados em como pagar a conta, tendo que ir no Banco do Brasil e nos bancos pedir, de pires na mão, a renegociação das suas dívidas porque precisamos continuar plantando, precisamos continuar na atividade.”

Nesta semana, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, disse que apesar da previsão de perdas recentes, esta ainda será uma grande safra. A estimativa é de 118,8 milhões de toneladas de soja e 91,2 milhões de toneladas de milho.

“O Brasil produz 237 milhões de toneladas esse ano. É a nossa estimativa, apesar de problemas pontuais de clima. A produção de soja 118… 119 milhões de toneladas; ela deve diminuir um pouquinho, pelas perdas que nós já temos registradas. E teremos a produção de milho estimada, que é o milho safrinha, que começa daqui a pouco – a soja sendo tirada, o milho safrinha é plantado imediatamente – 91,2 milhões de toneladas.”

Quanto aos créditos para a safra 2019/2020, a ministra disse que o Plano Agrícola e Pecuário deve ser modernizado e que os recursos deverão vir de diversas fontes, como por exemplo, as cooperativas.

Reportagem, Cintia Moreira/Agência Radio

Deixe uma resposta