Delegado de combate ao crime organizado da PF no Piauí é dispensado

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, pasta liderada pelo ex-juiz Sérgio Moro, exonerou Marcelo Alexandrino de Oliveira do cargo de Delegado Regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado da Superintendência Regional de Polícia Federal no Piauí. Nisso, Alexandrino também deixa a condição de substituto da Delegacia Regional da PF no Estado. A assinatura da decisão foi conduzida pelo diretor-geral da Polícia Federal , Maurício Leite Valeixo.

Em fevereiro, a Superintendente da Polícia Federal (PF) do Piauí, a delegada Fabiana de Araújo Macedo, já havia sido dispensada da função. A delegada Fabiana de Araújo havia sido nomeado para o posto em março do ano passado, ainda na gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB) em substituição a Antônio Tarcísio Alves de Abreu Júnior, tendo experiência de mais de 15 anos na PF. Na ocasião, a exoneração foi assinada pelo secretário executivo do Ministério da Justiça Washington Leonardo Guanaes Bonini.

Cabe indicar que a Polícia Federal é um órgão subordinado ao Ministério da Justiça, atuando nos interesses da União, a nível federal, e tem como objetivo a apuração de crimes e infrações penais cometidas contra a União e também suas empresas públicas.

Além disso, possui a missão de repreender o tráfico de drogas em nível nacional, o contrabando e descaminho, exercendo ainda as funções de polícia marítima, aeroportuária e de fronteiras, ou seja, é o agente oficial em portos, aeroportos e postos de fronteiras com outros países.

Fonte: Meio Norte

Deixe uma resposta