Malafaia pede a demissão de secretário que cogitou taxar igrejas

A demissão de Marcos Cintra, secretário da Receita Federal, foi pedido ao presidente Jair Bolsonaro pelo Pastor Evangélico Silas Malafaia. A solicitação do líder religioso se deu após o secretário ter anunciado um imposto para taxar até igrejas. De acordo o site O Globo, o apelo foi feito  por mensagens de whatsapp.

Malafaia foi um dos principais fiadores da campanha e Bolsonaro e continua reforçando sua base. No início deste mês, organizou no Rio de Janeiro um almoço do presidente com líderes evangélicos.

“Esse palhaço quer aparecer e criar problema para o presidente para chocá-lo com o grupo que o apoia. Ele não é inocente, tinha que ser demitido um cara desse”, escreveu Malafaia, ponderando que o pedido não foi atendido: “Falo só em desabafo, o presidente nem me responde, ele lê. Eu faço isso como pressão”, completa.

Domingos Peixoto

O pastor destacou que hoje a isenção não é só para igrejas, mas também para partidos, sindicatos e até clubes de futebol. Na sua avaliação, Cintra só citou as igrejas para colocar Bolsonaro em conflito com o grupo que o apoia.

Fonte: Meio Norte

Deixe uma resposta