RS pode ter prejuízo de 700 mil toneladas de arroz em janeiro

A situação das safras no Sul do país está comprometida devido as irregularidades no clima desde o fim do ano passado, mas ainda mais, por conta do início deste ano. A última estimativa do tamanho do estrago na produção é sobre o arroz. Segundo a Federarroz, o prejuízo pode chegar a 700 mil toneladas do grão. Quem vai nos dar mais detalhes sobre essa situação, além de comentar outros assuntos, é a jornalista do Notícias Agrícolas, Carla Mendes. Bem-vinda, Carla.

“Obrigada, Raphael. Realmente, o estado do Rio Grande do Sul sofreu muito com as chuvas fortes do mês de janeiro e os prejuízos ainda estão sendo contabilizados. Somente em 20 dias o acumulado de chuvas chegou a 800 milímetros. Isso corresponde a 60% do volume esperado de chuva para o ano todo na região da fronteira oeste e também na região da campanha. Por isso, uma das culturas mais prejudicas foi o arroz, com perdas que podem ficar entre 500 e 700 mil toneladas. A contabilidade ainda está sendo feita, para saber o que realmente foi perdido e o que vai sobrar para os produtores gaúchos. Fato é que o máximo da produção deve ficar em 7,2 milhões de toneladas contra os 8,4 milhões de toneladas do ano passado. “

E depois de um bom tempo sem publicações, por conta da paralisação dos trabalhadores do governo Trump, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos voltou a publicar as movimentações do mercado americano. Justamente durante a semana de negociações com a China. O que a USDA publicou, Carla?

“Os boletins semanais de vendas para a exportação são sempre muito importantes para o mercado internacional de grãos e desde o final do ano passado não tínhamos essas informações. E nesta quinta-feira, 31 de janeiro, com a volta do governo americano acontecendo, mesmo que aos poucos, esse boletim foi reportado. No entanto, com números referentes a semana do dia 20 de dezembro. Nesse período, os EUA venderam mais de 2,3 milhões de toneladas de soja, da safra 2018/2019. Esse volume ficou dentro das expectativas do mercado, que apontavam entre 1,2 e 2,8 milhões de toneladas. Nesta semana a maior compradora de soja foi a China, o que acaba sendo a confirmação de rumores que rondavam Chicago, com mais de 1,8 milhões adquiridos só nesta semana.”

Perfeito, Carla. Obrigado pelas informações, até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br ”

AGENCIA RADIO

Deixe uma resposta