Vereadores devolvem carro próprio da Câmara para alugar veículo em Esperantina

Em uma sessão polêmica ocorrida no último dia 05 de maio na Câmara Municipal de Esperantina, os vereadores daquela casa optaram por devolver um veículo doado pela Prefeitura para Câmara, a votação obteve 7 votos  a favor da devolução e 4 contra. Para justificar a devolução do veículo, os parlamentares justificaram que o bem já não servia mais porque estaria sempre quebrado. Vale ressaltar que após a devolução do veículo, há denúncia de que o presidente da Câmara, vereador Manoel Filho, agora pretende alugar um carro para servir ao poder legislativo municipal.

O veículo em questão é uma caminhonete Ford Ranger, doada pelo Tribunal de Justiça do Piauí à Prefeitura de Esperantina, que por sua vez, doou o veículo à Camara de Veículos. A caminhonete apesar de ter sido doada por um órgão publico ainda aparentar ter boas condições de uso, necessitando apenas de reparos mecânicos não tão onerosos, justificaram alguns vereadores, que são contra a devolução do carro.

Entretanto, esse não foi o pensamento da maioria dos parlamentares que preferiram onerar a Câmara de Vereadores com o aluguel de um veículo mais novo, como denunciou o vereador Zé Claudio (PSB) em vídeo difundido nas redes sociais. “É engraçado que a Câmara agora tem 3 a 4 mil reais para gastar mensalmente com aluguel de um veículo. Sabemos que com esse dinheiro de um mês da pra ajeitar todo esse veículo que era da Câmera e agora estão devolvendo, é um desperdício de dinheiro publico”, denunciou o vereador.

Além do vereador Zé Claudio, só foram contra a devolução do veículo outros três vereadores, são eles o Zé Claudio, Luiz Dionisio e o Tote Filho, os outros presentes na sessão optaram pela devolução da caminhonete e, consequentemente, o aluguel de um novo veículo, onerando a Câmara.

Desvio de Combustível

Durante a sessão, o vereador Zé Claudio denunciou que estaria havendo um desvio de combustível na Câmara. “Como que estamos com nosso único veículo a Diesel quebrado desde 2018 e aparecem na prestação de contas recibos de compra de óleo diesel como gastos da Câmara. Vamos levar todos esses recibos para o Ministério Público”, anunciou o parlamentar.

Fonte: Fala Piaui

Deixe uma resposta